Controle Financeiro: contratar um Coach Financeiro x fazer um curso de Organização Financeira?

Por que não contratar? Porque é caro. Ok, e porque não fazer um curso relacionado a isso para criar o hábito assim não ficará “caro”. Até mesmo porque o dinheiro é seu e você não quer ninguém mandando nele. Mas não é assim.

A profissão de coach financeiro já existe não é de hoje, muitos acreditam que seu gerente de banco é um ótimo conselheiro para seu dinheiro mas na verdade ele é apenas mais um vendedor tentando bater metas para manter seu emprego.

Aí vem a questão: o que fazer? Contrata um coach ou faz um curso?

Muitos tem essa dúvida na hora de contratar um coach, mas uma das alternativas é você mesmo fazer o curso, com o dinheiro que iria pagar o coach, investir em você mesmo, porque não? Mas muitos não tem afinidade com números então preferem contratar, por que não? Ao contratar, terá uma pessoa com a visão de fora e com as informações corretas para auxiliar tua organização e caminhada, adaptar a organização de acordo a realidade da pessoa, é um serviço profissional e completo. Sabe quando temos metas e até conseguimos caminhar na direção dela e por algum motivo nos perdemos e nos afastamos novamente dessa meta e ficamos sem entender o que aconteceu? Esse profissional ajuda a evitar que isso aconteça da forma certa. Grandes e pequenas empresas e empresários utilizam esse tipo de profissional, assalariados com metas também.

Mas para quem gosta de colocar a mão na massa e quer ter o controle da situação sem abrir sua vida financeira para outra pessoa existem cursos, um investimento para a vida toda, pois terá aprendizado para toda vida. E conhecimento não é despesa, é investimento.

Deixarei um link para um livro que ensina como se organizar financeiramente e o link para um curso com aula presencial no Rio de Janeiro, Taubaté-SP e Campinas-SP, podendo conhecer Coaching com ampla experiência lá e também iniciar uma especialização.

Link:

SILCoaching – Curso

Como organizar sua vida financeira – Gustavo Cerbasi

 

Consultores Financeiros Milagrosos

Ultimamente recebi algumas ligações para me inscrever em cursos de finanças e andei observando que: 85% dos consultores financeiros com métodos milagrosos mostram planos absurdos, planos onde deveríamos praticamentos nos isolar do mundo por anos e viver com o mínimo do mínimo e acumular o máximo, sem recompensas a cada meta atingida, grana pra lazer nada… What a fuck?!?

Esses dias uma secretária de um Coach(treinador) financeiro me ligou me oferecendo um pacote de R$2800,00 parcelado em 12x no cartão para ter acesso a aulas online sobre independência financeira… Perguntei se o programa que ela estava me empurrando deu certo pra ela e o que ela conquistou com ele, resultado: ela gaguejou e disse que todos os programas desse treinador eram muito bons. Mas não foi isso que perguntei. Agradeci e desliguei o telefone. Como ela quer me convencer a investir em algo que não ajudou nem a ela?!

Vou deixar o link de alguns livros sobre finanças pessoais que estão ajudando muito a me organizar de forma correta e no meu ritmo sem atropelamentos nem privações, talvez é o melhor investimento que faço por enquanto.

Livro de finanças pessoais:

O Homem Mais Rico da Babilônia

Segredos da Mente Milionária

O Poder do Hábito

Como Organizar Sua Vida Financeira

Me Poupe!

Fator Enriquecimento

Organização Financeira

Muitos têm métodos milagrosos pra pessoa lidar com o dinheiro e ficar rico da noite pro dia, mas todos esses métodos não falam de uns pontos importantes. Um ponto importante é que não temos o hábito de se relacionar com o dinheiro na forma de retê-lo conosco, outro ponto, é o que todo mundo está careca de saber, que é preciso anotar todos os gastos básicos, por mais que seja chato pra caramba, ou seja: aluguel, babá, luz, supermercado, água, escola filhos, faculdade, telefone/internet, alimentação… Mas apenas anotar e não fazer mais nada não adianta. Anotando nossos gastos teremos uma um base para traçar um objetivo e ‘correr atrás’ ou melhor ‘correr na frente’. Mas como? Simples, se você tem um gasto de $500 em uma semana, ou $2000 por mês, você vai saber exatamente quanto precisa ‘correr atrás’ pra começar a guardar dinheiro. Observe que falei simples, não fácil.

EXEMPLO: Quero guardar $50 por semana, mas gasto $500 então tenho que focar em juntar $700, mas porquê?! Porque assim caso você ‘fuja’ ou ocorra alguma emergência você não precisará tirar do dinheiro que quer guardar, certo.

Guardando $50 por semana para metas a longo prazo e guardar o restante que sobra toda semana como uma reserva de emergência, pois nunca se sabe o dia de amanhã.

Fazendo isso ficará mais simples atingir suas metas, observe que não disse fácil e sim simples. Adotar um estilo de vida financeiramente equilibrado não é fácil, pois temos hábitos financeiros totalmente desequilibrados, mas ao conseguir ter o hábito certo tudo muda e fica mais fácil.

Colocarei os links dos livros que me ajudaram como organizar meu dinheiro para não faltar.

Livro:

O Poder do Hábito – Charles Duhigg

Como organizar sua vida financeira – Gustavo Cerbasi

Ser ricos ou parecer ricos?

Ser rico é bem diferente de parecer rico, e quase todas as pessoas já entendem isso, mas se entendem isso porque ainda fazem questão de só parecerem ter um patamar financeiro alto e na realidade estão afundados em dívidas como crédito rotativo do cartão de crédito, empréstimos e até mesmo devendo o vizinho, o primo, o bar da esquina, o armarinho da rua de trás, ou seja, endividado de toda forma, e mesmo assim ainda fazem questão de comprar uma blusa “de marca”, no valor de $150,00 e ainda podendo parcelar de 2x sem juros sendo que tem ainda umas 4 bem parecidas no guarda-roupa que ainda não usou. Por que? Apenas pra ter a sensação imediata de falsa riqueza. Em nenhum momento pensam se realmente precisam da blusa e nem refletem que deveriam pagar suas dívidas antes de fazerem novas.
Li no livro, Os Segredos da Mente Milionária, o autor diz que todos nós temos um modelo de dinheiro que, foi moldado ao longo da nossa criação e, explica o porquê da forma que nos comportamos com o dinheiro e também diz que podemos mudar esse modelo e nos mostrar que podemos buscar, possuir e viver em riqueza e em abundância de forma saudável apenas mudando nossos arquivos que constituem esse nosso modelo de dinheiro atual.
Se realmente buscamos riqueza, temos que estar realmente comprometidos com isso, não podemos apenas dizer: “Claro que quero ser rico(a), por que diabos não ia querer?”, temos que buscar informações pra isso, aprender um modelo de dinheiro para o sucesso e riqueza, se comprometer a ponto de perder alguns finais de semana, investir dinheiro e tempo que poderia ser usado para algum lazer… como pode ver enriquecer não é fácil, mas não é impossível. Se nosso objetivo é riqueza e abundância então traçamos as metas e trabalharemos com foco.

“Aquilo que você focaliza expande.”

Livro:
Os Segredos da Mente Milionária – T. Harv Eker

Liberdade ou aposentadoria fantasma?

Vi algumas notícias sobre o rombo na previdência pública que falam sobre o futuro da aposentadoria dos atuais contribuintes do INSS, notícias nada animadoras, pelo menos pra mim soam como caos e incertezas. Preocupada com isso, refleti sobre o que significa aposentadoria pra mim, é mais ou menos assim: Ter dinheiro pra fazer o que eu quero, quando eu quiser e curtir o tempo livre que terei após trabalhar dignamente. Pra muitos brasileiros também deve ter essa visão de aposentadoria, mas essa ideia perfeita está com os dias contados. Escuto pessoas aposentadas se queixando de que não era isso que elas tinham planejado para seus futuros, como não quero ser mais uma estatística tomei a iniciativa de mudar meu futuro hoje. Busquei conhecimentos em livros e sites sobre o assunto aposentadoria e liberdade financeira.

Aprendi sobre como planejar minha aposentadoria sem contar com o INSS como renda principal, contar com ele apenas como complemento de uma reserva feita durante os anos trabalhados e com algum empreendimento realizado ao longo da vida. Não significa juntar 1 milhão de reais para gastar durante a aposentadoria, cada um sabe sua necessidade e com a realidade única, ou seja, o que é perfeito pra mim não é necessariamente bom pra você, os valores são diferentes. Mas seria o ideal as pessoas de todas as gerações buscarem o mesmo conhecimento e garantir uma “aposentadoria” melhor do que a que estamos vendo nos dias de hoje.

Livro:

Adeus, aposentadoria – Gustavo Cerbasi

Planejamento Pessoal

Andei observando algumas autônomas(como eu tbm sou) vivem enroladas financeiramente, mesmo as que ganham muito dinheiro vivem sempre no vermelho ou desesperadas com aluguel, a babá, o cartão de crédito, a luz, a colega, a mãe… pra pagar no dia seguinte.

Não sou nenhuma consultora financeira, nem uma rica, nem uma mestre em finanças, mas aprendi umas dicas em alguns livros que me ajudaram muito a não ficar mais enrolada. (Colocarei o link dos livros no final). No começo é chato pra c****e mas valeu a pena.

Mas pra você que é autônoma(o) em qualquer área e ganha seus rendimentos por dia, semana ou quinzena e não consegue se adaptar ao sistema brasileiro de ganhar e pagar por mês, essas informações podem ser úteis.

Pras as pessoas que recebem por diária, separe 10% dela (valor da diária÷10) e deposite em uma conta poupança (nunca retire só deposite, mais pra frente explico), caso não tenha uma use um cofre desses de aço, ou se você tiver controle em um cofre desses comum mas nunca retire nem ‘se roube’.

Pras que tem o privilégio de receber por semana, separe 15% e deposite, nunca retire. Imagine q esse dinheiro é um pagamento obrigatório. (Um ano tem 52 semanas, digamos que você receba $300, guardando 10%, por exemplo, $30 por semana em 1 ano, você terá $1560. Guardando 15%, $45 por semana serão $2340 em 1 ano. Sem esforço!)

Se tiver mais controle, deposite $130 ao mês por 12 meses, com o juros da poupança (simulação feita com 0,5% ao mês) em 1 ano terá $1603,52*!

*Simular:

carteirarica.com.br/simulador-de-poupanca/

Após esse período você já estará tão acostumada em separar esse dinheiro que nem irá perceber, bem provável que queira aumentar o valor dos depósitos no segundo ano de aplicação e passar a guardar $50 por semana ou $216,67 ao mês, em 1 ano(+ os $1603,52 do primeiro ano), terá um total de $4375,10 em 2 anos. Sem muito esforço. Essa quantia já dá pra brincar né?!

Num plano mais acelerado: comece com depósitos de $30 por 26 semanas, após continue com $45 por mais 26 semanas, o total é de $1950 em 1 ano. Continue, mais 26 semanas de depósitos de $60, mais 26 semanas de $75, até aqui atingirá um valor total de $5460,00 em 2 anos.

É chato, mas pra quem deseja resultados diferentes e melhores devem seguir caminhos diferentes.

Boa sorte!

Livros:

O Caminho Para A Liberdade – Gabriela Mosmann (vídeo aulas e e-book)

Fator Enriquecimento – Paulo Vieira, PhD

O Homem Mais Rico da Babilônia – George S. Clason

Independência Financeira – Robert T. Kiyosaki

Blog no WordPress.com.

Acima ↑